20 março 2015

DICAS PARA BLOGUEIRAS: Como perder a vergonha?

Oi amores! Hoje o "Dicas para blogueiras" é um pouco diferente do usual. Resolvi ir além das minhas dicas sobre o blog, e falar um pouco sobre a minha experiência com uma das coisas que a maioria das pessoas me questionam, e acredito que muitas blogueiras ou meninas que querem ser blogueiras passem por isso. É a tal vergonha de criar um blog e expor seus pontos de vistas, ideias e dicas. Primeiramente quero dizer que você não precisa ter a auto estima super elevada, ou ser a pessoa mais desinibida do mundo pra começar um blog, você precisa ter certeza de que é isso que você quer e COMEÇAR! 

Sei que parece fácil quando falo aqui, e parece que nunca estive no lugar de vocês, mas já estive e sei o quanto é difícil se expor. Vou dar umas dicas-conselhos de como lidei com isso e lido até hoje. 



Como e quando contei para as pessoas que era blogueira?
Bom, quando decidi criar o blog compartilhei tudo primeiramente com os meus pais e o meu namorado que me deram total apoio (e dão até hoje), o que me ajudou e estimulou bastante. Já para as pessoas eu não lembro perfeitamente quando comecei a contar, mas acredito que  contei primeiro para as mais próximas. Acho que se no inicio você esta insegura em se expor, você precisa buscar pessoas que vão te dar apoio e sentimentos bons. Aquela coisa de ir atrás de quem soma e que vai te estimular a continuar. 

Como as pessoas reagiram ao saber que eu era blogueira?
Algumas pessoas não entendem como funciona, e o que é ser blogueira. Muitas ainda tem uma visão limitada de que ser blogueira não pode ser uma profissão e que é coisa de quem não tem o que fazer. Você precisa saber que há pessoas assim em todos os lugares. Não é um privilegio das blogueiras não, viu? Eu sempre tentei explicar com a maior paciência, e é claro que algumas pessoas mesmo depois de saber do se tratava olham com reprovação por fugirem da mesmice que elas são acostumadas. E até questionam: "Mas você não faz Psicologia?"  Sim gente, faço Psicologia e também sou blogueira. A vida é cheia de possibilidades, pra que se prender em uma, né?

Como e quando perdi a vergonha? 
Acho que a primeira coisa que pus na minha cabeça é que não havia motivo para ter vergonha, afinal eu não estava fazendo nada de errado. Gente! É apenas um blog onde você vai compartilhar suas coisas. Acho que a palavra certa (pra mim) não é vergonha, é mais temor as críticas, ou seja a forma que as pessoas irão ver o meu blog. Pensando nisso, sempre procurei melhorar cada vez mais. E esse crescimento é gradual, vai crescendo aos poucos, em todos os aspectos. Com o passar do tempo o blog foi se tornando uma parte de mim, conquistei leitores fiéis e a vergonha.. Bom que vergonha mesmo? Diante de tanta coisa boa e de tanta gente curtindo o meu trabalho a vergonha se tornou o menor dos meus problemas e hoje sei lidar direitinho com isso. Uma frase que sempre lembro quando me deparo com desafios é: "Que ter coragem é continuar mesmo com medo." Então continue mesmo que você esteja assustada, lembre-se o novo assusta, o tempo vai passar e essa exposição vai se tornando normal pra você e para as pessoas. Hoje em dia as pessoas lidam melhor com isso, e ó tenho maior orgulho de estar onde estou! 

Como lido com as críticas?
Você precisa saber que há dois tipos de críticas: A construtiva, e a destrutiva. Sempre vai ter aquela pessoa que te acompanha no blog, que opina dando dicas, que dá dicas de como melhorar em alguns aspectos como por exemplo: frequência de post, ângulos das fotos. Dai você vai lá, revê e poxa vê que aquilo ali realmente vai agregar coisas boas pro teu blog, pro teu crescimento. E tem aquela, que põe defeito em absolutamente tudo que você faz, e até no que não faz, procura erro, sabe? O que você vai precisar é de sabedoria pra distinguir esses dois tipos, e aprender a lidar com isso de forma mais esportiva, afinal aquilo vai te atingir se você depositar um determinado valor! 

Então é isso, meus amores! Oque tenho a dizer a vocês que são blogueiras, ou que querem ser  e que ainda tem esse receio de expor seu blog, para seus amigos e conhecidos, é que se forem seus amigos de verdade vão te apoiar, e aos familiares é que se não entendem os façam entender porque é dai que vocês devem buscar o apoio que precisam. Não precisa ter vergonha de uma coisa que pode ajudar tantas pessoas independente do assunto que o blog trate, independente de ser de Dicas, tutoriais, resenhas, o importante mesmo é fazer o que você ama e ser feliz! 

Bom,espero que tenham gostado! Um super beijo e não deixem de curtir a página do blog no Facebook e seguir no Instagram, para que cada postagem cheguem até vocês. 


Um comentário:

  1. Adorei seu post! Tenho vergonha de expor meu blog para meus amigos e família, tenho medo do que cão pensar ao ler minhas coisas, as vezes até desabafo por lá. No início tinha receio de me expor na internet também, mas com o tempo superei isso.

    Adorei saber que você faz psicologia e é blogueira. Eu também sou e faço psicologia! Fiz um post sobre isso uma vez, me.perguntando se dava pra ser as duas coisas (blogueira e psicóloga). A Melina Souza fez psicologia, mas não seguiu a profissão. Dá uma passadinha no meu blog pra conhecer, quando tiver um tempinho

    31 de Março

    ResponderExcluir